Os Programas Curriculares de Desenho e Trabalhos Manuais na Reforma de Ensino Francisco Campos

Autores

  • Denise Perdigão Pereira Universidade do Estado de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.23828/rpea.v4i1.43

Palavras-chave:

Programa de Desenho, Programa de Trabalhos Manuais, Reforma de Ensino Francisco Campos, Utilitarismo

Resumo

Com a Reforma de Ensino Francisco Campos, ocorrida em Minas Gerais no ano de 1927/28, as disciplinas de Desenho e Trabalhos Manuais ganharam destaque no contexto educacional. Este artigo tem por objetivo explicitar as concepções de ensino de arte que se pretendia desenvolver nas escolas, tendo como foco de discussão os programas de Desenho e Trabalhos Manuais publicados em 1928. A abordagem metodológica adotada consistiu na Análise Documental. Como conclusão, o estudo revelou que o ensino de arte desenvolvido na Reforma assumiu um caráter utilitarista, na medida em que esteve voltado para o atendimento das demandas da sociedade em processo de modernização por meio da preparação profissional.

Publicado

2018-09-17